Carreira

Fui demitido e agora? 7 dicas para encarar o desemprego sem desespero

Com as constantes oscilações em nossa economia e a crise mundial causada pelo coronavírus, o desemprego bateu à porta de muitos brasileiros. Embora há anos tenhamos convivido com as incertezas do mercado econômico, o desemprego traz a necessidade de diminuir custos de nosso orçamento familiar, ao mesmo tempo em que precisamos buscar novas alternativas para minimizar os seus impactos tanto psicológicos como também os financeiros.

Mesmo que não seja uma situação confortável, que pode em muitos momentos nos deixar assustados e desorientados sem saber como agir, é importante não se deixar levar pelo desespero. Afinal, ao enfrentarmos o desemprego de uma forma saudável, enxergamos possibilidades de nos reinventarmos, e transformar a nossa trajetória profissional. Para isso, é preciso de um pouco de estratégia e foco para conquistar o seu objetivo, seja ele a recolocação, ou até mesmo empreender.

Fui demitido e agora? 7 dicas para encarar o desemprego sem desespero

imagem: Freepik

7 dicas para enfrentar o desemprego sem desespero

1 – Mantenha o pensamento negativo longe
Não há nada de errado em se sentir desanimado em alguns dias. O desemprego muitas vezes faz com que tenhamos oscilações de humor, em que sentimentos como a incapacidade e até mesmo a rejeição pode surgir.

O importante é não se deixar dominar por eles e sim, trabalhar seus pensamentos e sentimentos de forma consciente e positiva para evitar problemas mais sérios como a depressão. Tenha em mente que essa é apenas uma fase em sua vida e que logo, esse obstáculo será vencido.

Mas caso se sinta a cada dia mais triste e sem ânimo para tarefas simples do dia a dia, não se automedique e busque o auxílio de um profissional.

 2 – Dê um tempo para você mesmo

Muitas pessoas se desesperam com a falta de emprego e acabam aceitando sem pensar duas vezes na primeira oferta de recolocação que surge. É importante esfriar a cabeça e tirar um tempo para analisar os erros e acertos no emprego anterior.

Lembre-se que você não está proibido se sofrer pela perda ou de aceitar uma proposta caso acredite que ela é realmente será excelente recomeço profissional para você. Porém ao tirar um tempo e refletir sobre nossos próximos passos, conseguimos enxergar novas oportunidades de crescimento tanto para a nossa carreira como para nossa vida pessoal.

3 – Saía da sua zona de conforto

A paisagem não vai mudar se você continuar fazendo sempre o mesmo caminho. Para que haja uma evolução é necessário sair da nossa zona de conforto e nos desafiarmos com frequência. Analisar nossas ações e como agimos diante das situações, auxilia em nosso crescimento pessoal e profissional, nos tornando pessoas mais preparadas e adaptáveis a mudanças.

4 – Fuja do clico de lamentações

Os primeiros dias após a demissão tendem a ser os mais difíceis. Por isso é fundamental não entrar no ciclo vicioso das lamentações e viver um dia de cada vez. Se obrigue a sair nem que seja para fazer uma caminhada bem rápida.

Nada de ficar de pijama o dia todo e se afastar da convivência com amigos e familiares. Na verdade, manter o contato constante com as pessoas que amamos, além de ser ótimo para a nossa saúde mental pode acabar abrindo portas para novos caminhos profissionais.

5 – Tenha um bom planejamento

Se sua meta é empreender, o que é preciso para que o seu negócio saia do papel? Se sua meta é a recolocação, quais empresas você gostaria de trabalhar? Em qual ambiente espera trabalhar? O quanto de salário deseja? Com esses itens bem definidos, liste quais todos os passos necessários para conquistar seu objetivo.

Se você sonha em empreender, busque participar de workshops e pesquise por empreendedores que foram bem-sucedidos em suas empreitadas e os que ficaram pelo caminho. Afinal, aprender com os erros também é importante na vida de todo o empreendedor.

Se o seu objetivo é recolocação, revise e atualize o seu currículo sempre sendo transparente em relação as suas competências técnicas e comportamentais. Invista também em cursos de capacitação profissional e lembre-se de manter um bom networking com a sua rede de contatos.

6 – Aprenda a poupar

Tanto para quem sonha ter seu próprio negócio como para quem está busca de um novo emprego, aprender a poupar é fundamental. Afinal, mesmo com as verbas rescisórias, ter uma boa organização financeira vai te ajudar a passar pelo momento sem desespero.

Gastos no cartão de crédito, comer fora de casa e outras despesas pequenas, mas que ao final do mês causam um rombo no orçamento devem ser evitadas. Economize no que for possível, e saiba com exatidão o quanto de dinheiro entra e sai da sua conta.

7 – Use o app 7waves para dar o primeiro passo

Sabemos que procurar emprego ou empreender pode muitas vezes ser uma tarefa desafiadora. Mas com um bom plano de ação e organização é possível sim, transformar uma situação complicada em uma oportunidade de conquistar seus objetivos. E você pode contar com ajuda do app da 7waves para planejar a sua jornada pessoal e profissional.

Baixe agora! Disponível no Google Play e na Apple Store.

Veja também:
5 livros que profissionais bem-sucedidos precisam ter na estante
7 passos para transformar a sua carreira em 2020