Lazer

Como a dança ajuda a recuperar a autoestima

Mas do que os já conhecidos benefícios físicos, a dança também é uma excelente forma de acabar com a monotonia ao mesmo tempo em que seu efeito terapêutico nos auxilia a conquistar um foco maior no presente e com isso, recuperar a nossa autoestima.

Isso é possível porque na dança é uma modalidade democrática em que não existem barreiras de idade, e todas as faixas etárias podem aproveitar os benefícios que atividade física proporciona. Dançar é algo que diverte enquanto coloca nossos músculos e articulações para trabalhar.

Mas se você ainda tem dúvidas ou pensa que não nasceu para dançar, separamos sete estilos de dança que vão te ajudar a fazer as pazes com o seu corpo, além de recuperar sua autoestima e desenvolver a sua autoconfiança.

Desafio 21 dias de dança com Marcelo Granjeiro

imagem: Freepik

7 estilos de dança para você se empoderar

• Dança do ventre

Erroneamente vista apenas com uma dança sensual, a dança do ventre é uma arte milenar que trabalha partes do corpo, como o quadril, os membros superiores e os ombros. A prática ajuda a definir e fortalecer a musculatura, aumentando a flexibilidade e a resistência física.

Por trabalhar a feminilidade, a dança do ventre eleva a autoestima fazendo com que o corpo produza mais endorfina ajudando assim, a diminuir os problemas de ansiedade e depressão. Outro ponto, é que a prática também traz uma melhora para o aparelho digestivo, reduzindo os incômodos como as cólicas menstruais, por exemplo.

• Zumba

Inspirada em coreografias latinas, a zumba se tornou uma das modalidades mais buscadas nas academias por quem deseja se divertir e queimar calorias ao mesmo tempo.

A zumba auxilia na melhora da coordenação motora, frequência cardíaca, condicionamento físico assim como, aumenta a flexibilidade e combate a retenção de líquidos. O ritmo intenso trabalha o corpo todo especialmente as pernas, glúteos e braços.

A modalidade pode ser praticada por pessoas de todas as idades e é uma excelente opção para quem procura aliviar o estresse e fazer novas amizades.

Sh’Bam

Mesclando diversos gêneros musicais como salsa, disco, rock, hip-hop, jaz e pop, a sh’bam é a modalidade perfeita para quem adora às coreografias elaboradas vistas nos MVs (music videos) e nos shows das estrelas do pop.

Descontraída a sh’bam é uma atividade realizada em grupo e proporciona muita interação, o que a torna uma boa opção para as pessoas mais tímidas. Ou seja, se você tem um lado Beyonce que até hoje mantinha escondido por vergonha, a sh’bam é a sua oportunidade de ser a estrela principal do seu show de dança.

Afro Vibe

Nascida nos subúrbios de Paris, essa modalidade é inspirada nos ritmos musicais de países africanos, como Angola e a Costa do Marfim. Combinando movimentos fitness, agachamentos e o kuduro (estilo house africano que mescla elementos eletrônicos com o folclore tradicional de Angola), o afro vibe trabalha todos os músculos do corpo, principalmente o abdômen e as pernas.

Ideal para quem gosta de exercícios em grupos e com muito alto-astral, o afro vibe não tem restrição de idade e é excelente para trabalhar a resistência física e a capacidade cardiorrespiratória

Hip hop

Conhecido por seus movimentos intensos e batidas animadas, o hip pop está presente em grande parte das músicas pops atuais. Seus movimentos fluidos contribuem para melhora no sistema cardiorrespiratório, como também aumentam a resistência e o tônus muscular o que resulta na perda de peso.

O hip hop ainda promove uma maior consciência corporal e percepção espacial, ajudando assim no desenvolvimento do equilíbrio e coordenação motora.

Ballet Fitness

O ballet fitness trabalha com o peso do próprio corpo e traz benefícios como a melhora da postura, aumento da força muscular, maior flexibilidade e coordenação motora.

Ao combinar o Ballet Clássico com movimentos fitness a modalidade facilita a queima de calorias enquanto ajuda a trabalhar a concentração e a memória, já que é necessário decorar as posições de ballet e as coreografias. Interativa, a modalidade é realizada em grupo.

Pole dance

Assim como a dança do ventre, o pole dance muitas vezes é visto somente como uma dança sensual. Mas a modalidade que incorpora movimentos do ballet, dança contemporânea, ginástica olímpica e movimentos livres, ajuda a fortalecer os membros superiores e inferiores do corpo, região abdominal e coluna.

Braços, pernas, abdômen e glúteos ficam mais tornados, ao mesmo tempo em que condicionamento físico melhora. Os movimentos do pole dance ainda ajudam no desenvolvimento da autoconfiança e autoestima fazendo com o adepto da modalidade se sinta mais livre.

Porém lembre-se de que independente da modalidade que você escolher é necessária uma alimentação saudável e balanceada para ter energia e fazer sucesso na coreografia. E claro, na dúvida sobre qual modalidade é mais indicada para você e checar se está tudo bem com a sua saúde, é importante agendar uma consulta com o seu médico.

Ao baixar o app da 7waves você tem a oportunidade de participar do desafio “21 dias de dança em casa” com Marcelo Grangeiro, ganhador do Dança dos Famosos. Vamos começar a mexer esse corpinho? Baixe agora o app! Disponível do Google Play e na Apple Store.

Veja também:

Mexa-se! 7 benefícios da dança para sua saúde física e mental


Voltar